CONTEÚDO

Deixe nossos especialistas ajudarem você a montar seu plano de sucesso.
CONVERSE COM UM ESPECIALISTA

Como rentabilizar a sua carteira de investimentos de forma global?

08/12/2021

Ao buscar formas de rentabilizar a carteira de investimentos, uma das estratégias utilizadas pelos investidores é ter exposição global. Na prática, a decisão dependerá do seu perfil e objetivos. Porém, considerar a diversificação pode trazer vantagens ao seu portfólio.
Se você já investe em renda variável no Brasil, os mercados internacionais apresentam diversas alternativas que ajudam a ampliar a proteção do patrimônio e as possibilidades de ganhos. Contudo, para aproveitar as oportunidades, é importante entender como compor uma carteira equilibrada.
Pensando nisso, neste artigo você entenderá o que é e como criar um portfólio com investimentos globais. Vamos lá?

O que é uma carteira de investimentos?

Antes de entender como a diversificação global pode ajudar a sua estratégia, é importante compreender o conceito de carteira de investimentos — ou portfólio. O termo é utilizado para representar o conjunto de ativos e produtos financeiros que os investidores selecionam na hora de investir.
Ademais, a carteira pode conter alternativas de renda fixa e de renda variável, a depender do perfil e dos objetivos dos investidores. Isso porque os recursos são distribuídos para se adequar às expectativas e necessidades de cada um.

Como rentabilizar a carteira de investimentos de forma global?

Você já sabe que a carteira de investimentos pode ter diferentes composições. Porém, vale ressaltar que ela não precisa ter apenas alternativas expostas ao mercado nacional. Pela própria bolsa de valores brasileira (B3), por exemplo, é possível investir em alternativas internacionais.
Também existem investimentos disponíveis nas plataformas das corretoras de valores — como você verá a seguir. Assim, eles são negociados em reais, não exigindo abertura de contas no exterior.
Se interessou pela possibilidade? Então confira alguns dos principais investimentos que permitem expor parte do seu patrimônio ao mercado externo:

ETFs

Os ETFs (exchange traded funds), também conhecidos como fundos de índice, são um fundo de investimento cujo objetivo é espelhar o desempenho de um determinado indicador do mercado financeiro.
Como isso também vale para índices do exterior, é possível encontrar ETFs com exposição internacional. Existem fundos de índice que replicam o S&P 500, por exemplo. Nesse caso, o indicador acompanha a performance das 500 ações mais negociadas nas bolsas norte-americanas.

BDRs

Os BDRs (brazilian depositary receipts) são certificados de depósito de valores mobiliários que permitem se expor ao mercado internacional. Eles podem representar ações de empresas com capital aberto no exterior, ETFs ou títulos de dívidas internacionais.
No entanto, vale ressaltar que você não investe diretamente nos valores mobiliários. Na verdade, os certificados são lastreados nesses investimentos, o que significa que a exposição internacional é indireta.

Fundos de investimento internacionais

Os fundos de investimento são alternativas disponíveis nas plataformas das principais instituições financeiras brasileiras. Trata-se de veículos de investimento com aportes coletivos e que têm estratégia definida em regulamento e que visam a exposição internacional.
Para participar dos resultados do fundo, é necessário adquirir cotas que representam uma parcela do patrimônio. No caso dos fundos internacionais, a maior parte dos investimentos ocorrem em ativos ou títulos de países estrangeiros.

Qual é a importância de utilizar a economia global para rentabilizar a carteira?

Como foi possível perceber, os investimentos internacionais permitem montar uma carteira diversificada, considerando alternativas de outros mercados. Na prática, a medida pode apresentar diferentes vantagens ao investidor.
Por exemplo, os investimentos globais possibilitam fazer o hedge cambial — que permite proteger o patrimônio de cenários de desvalorização do real. Também é possível se expor a moedas mais fortes e economias mais sólidas por meio dessa estratégia.
Como consequência, você também pode se proteger contra as movimentações do mercado nacional. Assim, a diversificação da carteira com exposição estrangeira permite reduzir os riscos dos seus investimentos e, até mesmo, aumentar o potencial de retorno.
O motivo para isso está no fato de que você pode fazer alocações descorrelacionadas do mercado nacional. Ou seja, é possível compor uma carteira com investimentos cujos comportamentos não seguem caminhos semelhantes em determinados cenários.
Logo, eventuais perdas que ocorrerem em algumas alternativas podem ser compensadas por ganhos em outros investimentos.

Como montar uma carteira de investimentos de forma global?

Agora você sabe a importância de ter investimentos com exposição ao mercado global na carteira e conhece alternativas que o mercado oferece. Agora, entenda como escolher as opções mais adequadas para você e como montar o seu portfólio:

Conheça seu perfil de investidor

O seu perfil de investidor reúne as características que definem o seu nível de tolerância ao risco. Quem prioriza a segurança, mesmo que tenha retornos mais baixos, é definido como conservador.
Também há o investidor moderado, que aceita correr um pouco mais de risco para ampliar o retorno, especialmente em longo prazo. Já os investidores de perfil arrojado têm maior nível de tolerância ao risco, priorizando a rentabilidade nos aportes.
Conhecendo o seu perfil, é possível montar uma carteira mais adequada às suas necessidades. Assim, se torna mais fácil encontrar o equilíbrio em relação ao percentual de alocação dos seus recursos de acordo com o nível de risco de cada investimento.

Defina seus objetivos

Outro ponto importante é ter clareza na definição dos seus objetivos financeiros. Além disso, é fundamental definir prazos para cada um deles. Por exemplo, a aposentadoria pode ser um dos seus planos de longo prazo. Nesse caso, é necessário construir patrimônio ao longo do tempo.
Portanto, tenha em mente que cada objetivo exigirá uma estratégia específica ao investir. Dessa forma, você poderá considerar níveis de riscos, liquidez, rentabilidade e prazos na hora de avaliar os aportes.
De forma geral, os investimentos que permitem exposição ao mercado global são mais adequados para objetivos de longo prazo.

Faça aportes frequentes

Além de ter uma carteira diversificada, é fundamental garantir que ela seja cada vez mais robusta. Para isso, manter aportes frequentes pode ser o modo mais rápido de fazer seu patrimônio crescer, o que também aumenta seu potencial de ganhos.
Por exemplo, ao investir todos os meses, você aproveitará ao máximo a atuação dos juros compostos. Essa estratégia facilita a realização dos seus objetivos financeiros sem, necessariamente, aumentar a exposição ao risco.
Você também pode aproveitar os aportes frequentes para diversificar, escolhendo novos investimentos —inclusive, com exposição ao mercado internacional.
Com essas informações, você entendeu como rentabilizar a sua carteira de investimentos de forma global. Assim, ao conhecer as alternativas disponíveis no mercado, você poderá avaliar quais são as opções mais interessantes para seu portfólio.

Quer acompanhar mais conteúdos como este? Então siga nossos perfis no Facebook, Instagram e LinkedIn para não perder nenhuma publicação!